A diabetes é uma doença crónica, cada vez mais frequente em Portugal, caracterizada pelo aumento dos níveis de açúcar no sangue. Na diabetes tipo I não há produção de insulina, enquanto na do tipo II há produção de insulina no corpo, mas esta não é usada de forma eficaz. Destes dois, só um é reversível – o tipo II. Mas ambos partilham sintomas similares:

  • Vontade de urinar
  • Muita sede
  • Muita fome
  • Muito cansaço
  • Visão enublada

Embora os sintomas dos dois diabetes sejam idênticos, os do tipo II podem não se fazer sentir durante anos. Este facto pode ter por consequência o diagnóstico tardio, altura em que alguns condicionamentos complicados podem já ter sido desenvolvidos. Os sintomas do tipo I de diabetes revelam-se rapidamente, por vezes durante o período de semanas. Normalmente, a diabete do tipo I é desenvolvido durante a infância ou adolescência. As causas para o diabetes do tipo I são ainda desconhecidas, sendo que os factores de risco incluem o histórico familiar e a idade. Relativamente às causas da diabetes do tipo II, pesquisas indicam que estão intimamente correlacionadas com o estilo de vida. A probabilidade de ter esta doença pode ser reduzida ao seguir os seguintes conselhos:

  • Manter um peso saudável
  • Comer de forma saudável
  • Praticar exercício regularmente
  • Não fumar

Há um número significativo de alimentos que os pacientes que sofrem de diabetes devem eliminar ou reduzir da alimentação. Os alimentos a reduzir são similares para ambos os tipos de diabetes, contudo, no caso dos pacientes do tipo I a redução deve ser regulada de acordo com o histórico da glicemia e o uso de insulina. Os vectores nutricionais a seguir para quem é diagnosticado com esta doença são os seguintes:

Alimentos Permitidos

  • Grãos integrais
  • Leguminosas
  • Legumes em geral, excepto batata, batata-doce, macaxeira e inhame, pois têm elevada concentração de carboidratos e devem, ser consumidos em pequenas porções
  • Carnes em geral, excepto carnes processadas como salsicha, linguiça ou bacon
  • Frutas em geral, desde que só seja consumida uma unidade de cada vez
  • Gorduras boas: abacate, coco, azeite, óleo de coco e manteiga
  • Oleaginosas: castanhas, amendoim, avelãs. Nozes e amêndoas
  • Leite e derivados

Alimentos Proibidos

  • Açúcar
  • Mel, geleia de frutas, compotas, marmelada
  • Doces em geral, chocolates e guloseimas
  • Bebidas açucaradas, como refrigerantes, sumos industrializados
  • Bebidas alcoólicas

O relatório da OCDE, de 2017, sobre saúde indica que Portugal é um dos países com maior taxa de prevalência de diabetes. A doença, diabetes do tipo I ou tipo II, afectou cerca de 10% dos adultos no nosso país em 2015 (Health at a Glance, 2017). Por isso mesmo, a prevenção e o diagnóstico precoce são de extrema importância.

(Visited 280 times, 1 visits today)